Volume
Redes
Sociais
Cantora Portuguesa Homenageia Tom Jobim em Show
16/03/2017 - 15h20 em Música

Carminho faz única apresentação em BH - Foto: Leo Aversa

 

 

Cantora portuguesa faz lindo show no Palácio das Artes para homenagear nosso maestro soberano

 

No dia 26 de março, domingo, às 20 horas, acontece no Grande Teatro Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1537 - Centro), um dos shows mais bonitos e sofisticados da brilhante cantora portuguesa Carminho. Depois de apresentações em São Paulo, Rio de Janeiro e Portugal o espetáculo “Carminho canta Tom Jobim” chega a Belo Horizonte para única apresentação.

O projeto CD e show tem direção musical e arranjos de Paulo Jobim, e, segundo a cantora, tudo foi concebido e gravado com muita dedicação e calma. Estive em um encontro com a família Jobim, em meados do ano passado, no qual pude repartir esse amor que sinto por sua obra e houve esse convite - para mim um desafio -, para que eu fizesse interpretações dessas canções. Depois estive com o Paulo Jobim, que traz essa sensibilidade musical em sua genética, e começamos a desenvolver um trabalho muito bonito de partilha, de busca de repertório, escolhendo alguns arranjos, a instrumentação, conta Carminho, que divide com o filho mais velho de Tom a produção do disco.

O tributo à obra de Tom Jobim acontece depois de “Canto”, álbum que já contava com a participação de vários músicos brasileiros e trazia a música de Caetano Veloso, Cesar Mendes e Tom Veloso (“O sol, eu e tu”), e um dueto com Marisa Monte (“Coisas”), com quem Carminho divide o clássico “Estrada do Sol” (Tom e Dolores Duran) no novo projeto.

A versão arrebatadora de Carminho para “Sabiá” (ao lado do cantor António Zambujo), hoje obrigatória no repertório da cantora em suas passagens pelo Brasil, foi o prenúncio do que viria. “O Tom Jobim é um marco na vida de qualquer músico que se encontra com a obra dele. É um compositor iluminado que, curiosamente, mesmo tendo ele um estilo musical sofisticado, chegava a toda gente, ao mais popular, com harmonias complexas. Isso é fascinante! ”, pontua Carminho.

No CD, além de Marisa Monte, Chico Buarque e Maria Bethânia tem com Chico, com quem Carminho já havia cantado, a escolhida foi “Falando de amor”. Com Bethânia foi a primeira vez: “Maria Bethânia é uma referência para mim enquanto intérprete, na medida em que ela vê e olha cada palavra, e tenta entendê-las em sua profundidade máxima”, sublinha Carminho, que dividiu com Bethânia os vocais de “Modinha”.

 

O disco e o show reúne músicos que fizeram parte da Banda Nova, criada em 1984 (ano em que Carminho nasceu), que tocou com Tom Jobim por 10 anos. Nessa nova edição ela é formada por Paulo Jobim (violão), Daniel Jobim (piano), Jaques Morelenbaum (violoncelo) e Paulo Braga (bateria). “São músicos que viveram e conviveram com ele por muitos anos, portanto, para mim é uma honra poder fazer parte da continuação deste legado”, finaliza.

No repertório do show, algumas das mais importantes canções de Tom Jobim, como: O que tinha que ser (Tom Jobim/Vinícius de Moraes), Inútil Paisagem (Tom Jobim/Aloysio de Oliveira), Estrada do Sol (Dolores Duran/Tom Jobim), Retrato em Branco e Preto (Tom Jobim/Chico Buarque), Triste (Tom Jobim), Meditação (Tom Jobim / Newton Mendonça), O Grande Amor (Tom Jobim/Vinícius de Moraes), Falando de Amor (Tom Jobim), Wave (Tom Jobim), Sabiá (Tom Jobim/Chico Buarque, Luiza (Tom Jobim), Modinha (Tom Jobim/Vinícius de Moraes, A Felicidade (Tom Jobim/Vinícius de Moraes) e Por Causa de Você (Tom Jobim e Dolores Duran).

Carminho Canta Tom Jobim

Data: Dia 26 de março, DOMINGO, às 20 horas

Local: Grande Teatro - Palácio das Artes - Avenida Afonso Pena, 1537 - Centro

Ingressos: Os ingressos estão disponíveis nas bilheterias do Teatro e venda online pelo site

http://compreingressos.com/teatros/447-Palacio-das-Artes

 

Informações pelo telefone: (31) 3236 7400

COMENTÁRIOS